Região: entre os 10 melhores roteiros turísticos do Estado

 As atrações turísticas da região que integram o “Circuito Caminhos do Centro-Oeste Paulista” foram classificadas como um dos dez melhores roteiros do estado durante o 6º Salão do Turismo, realizado neste mês na Capital. Idealizado há cinco anos por meio de uma parceria entre Conselho de Desenvolvimento Econômico Regional (Coder), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de São Paulo e Instituto Soma, o circuito contempla visitas em pontos turísticos de 10 cidades, incluindo Bauru.


O “Caminhos do Centro-Oeste Paulista” já havia participado do Salão, considerado o maior evento do setor em toda a América Latina, em 2009 e 2010. Mesmo com tão pouco tempo de vida, foi selecionado para integrar o estande institucional da Secretaria Estadual de Turismo como um dos 10 principais atrativos turísticos do estado. 

“E mais de 40 roteiros paulistas participaram do Salão. Para nós, este espaço de destaque foi uma grande conquista. Acredito que é o reconhecimento de uma evolução de mentalidade na nossa região, de que o desenvolvimento turístico não é algo tão complexo”, comemora o coordenador de turismo do Instituto Soma, Márcio Langoni. 

Neste grupo seleto, o circuito dividiu as atenções com destinos tradicionais como a região de Águas de Lindóia, cuesta de Botucatu e São Luiz do Paraitinga. Na região de Bauru, conforme explica Langoni, o roteiro está direcionado à exploração do patrimônio histórico-cultural e da ruralidade do Interior do Estado, uma tendência que vem ganhando espaço no mercado de viagens devido à busca crescente por qualidade de vida, tranquilidade e maior contato com a natureza. 

“É um público principalmente oriundo da grande São Paulo que está ávido por novidades e em busca de opções além das viagens ao litoral do estado. E, nesse sentido, nossa região possui ótimos atrativos”, frisa.

Além dos passeios a prédios históricos e templos religiosos, a região se destaca pelos estabelecimentos voltados à gastronomia caipira, ecoturismo, águas termais, engenhos produtores de cachaça, cultura indígena e artesanato. “Em Lençóis Paulista, por exemplo, os visitantes têm a oportunidade de conhecer a produção artesanal de vinho e cachaça da cidade, os vitrais e sinos importados do Santuário Nossa Senhora da Piedade ou a Biblioteca Orígenes Lessa, que possui mais livros do que o número de habitantes da cidade”, enumera Altair Toniolo, diretor de desenvolvimento do município. 

Polo de atração

Com base nas diretrizes do Sebrae, Lençóis Paulista já implantou sinalização turística padronizada e, agora, busca sensibilizar população e empresas acerca do potencial turístico da cidade. O Bauru Convention & Visitors Bureau foi procurado para comentar sobre o trabalho realizado no município, mas sua presidente, Michele Obeid, não foi encontrada nos últimos dois dias. Além de Lençóis Paulista e Bauru, integram o circuito as cidades de Agudos, Avaí, Arealva, Duartina, Iacanga, Macatuba, Pederneiras e Piratininga. 

Consultora do Sebrae, Isa Maria Francischini explica que o objetivo da entidade é profissionalizar as empresas para acolher turistas e, assim, consolidar a região como pólo de atração para um grande fluxo de visitantes. Mas, segundo ela, ainda que o “Caminhos do Centro-Oeste Paulista” tenha sido classificado como um dos melhores roteiros do estado, alguns desafios ainda precisam ser enfrentados.

Ela lembra, entretanto, que o roteiro foi criado recentemente e que as adequações não ocorrem no curto prazo. “É um trabalho contínuo. Hotéis, restaurantes e empreendimentos de lazer precisam se aprimorar, as cidades precisam atuar com uma agência de receptivos, ter um controle sobre o fluxo de turismo”, elenca. Para breve, de acordo com Isa, a meta é negociar a inclusão da rota do circuito nos pacotes comercializados pelas agências de viagem da região. 

Interessados em conhecer o “Circuito Caminhos do Centro-Oeste Paulista” encontram informações no www.turismocentrooeste paulista.com.br.

 

Municípios apresentaram gastronomia típica.

A participação do “Caminhos do Centro-Oeste Paulista” no Salão do Turismo se deu de duas maneiras. No espaço “Mercado Sudeste”, as dez cidades do circuito ofereceram aos visitantes seus produtos típicos, como a mortadela temperada de Macatuba, o vinho de Lençóis Paulista, a cachaça artesanal de Pederneiras, o mel de Quilombo (distrito de Iacanga), além da apresentação cultural do grupo teatral Atos e Cenas, de Lençóis Paulista.

Na avaliação de Langoni, esta foi a melhor participação do Circuito dos últimos três anos. Ele diz que os roteiros regionais estiveram lado a lado com destinos consagrados, como o caso dos mineiros. “Tivemos o mesmo espaço para promover os produtos típicos da nossa região que as famosas cachaças artesanais de Minas Gerais”, compara.

Em outro ambiente, que contou com apoio do Sebrae-SP, uma equipe especializada forneceu todos os detalhes sobre os atrativos dos roteiros da região, com o objetivo de prospectar negócios e até comercializar pacotes junto ao consumidor final. 

Promovido pelo Ministério do Turismo, o Salão do Turismo é considerado o maior evento do setor na América Latina e recebe visitantes de várias partes do Brasil e Exterior. Este ano, passaram pelo espaço mais de 115 mil pessoas.

Nesta 6ª edição, os visitantes puderam conhecer os roteiros turísticos das 26 unidades da federação e adquirir pacotes, produtos e serviços de viagens. A iniciativa ainda fomentou a comercialização de artesanato, produtos da agricultura familiar e a gastronomia típica, além de apresentar manifestações artísticas de diversas regiões do País.

 

Fonte da Informação: Jornal da Cidade de Bauru em  29/07/11

Voltar








 


© Copyright 2009 TURISMO BAURU E REGIAO | Todos os direitos reservados.
Turismo Bauru © uma iniciativa REVELARE Agência de Internet para promover turismo em nossa região.