Shopping Nações prepara a sua chegada

Com filosofia diferenciada de trabalho, empreendimento trará mudanças na estrutura viária e promoverá a expansão do Centro

 
Cristiano Zanardi/Agência BOM DIA Como será o
shopping por dentro; no detalhe, diretor Marcelo Sabino Como será o shopping por dentro; no detalhe, diretor Marcelo Sabino

Luly Zonta
Agência BOM DIA

“A nossa missão não é fazer um shopping e ir embora, queremos aprender com a cultura da cidade. Ser parte de Bauru e transformá-la”, declara Marcelo Sabino, diretor do grupo Vertico, que na noite de quarta-feira anunciou oficialmente a inauguração do Shopping Nações, no antigo terreno da Antarctica, em 2012.

C&A, Colombo, Ponto Frio, Centauro, Puppy Play e Show Play serão as seis lojas âncoras do empreendimento, que já conta com o Assaí, unidade de atacado e varejo do grupo Pão de Açúcar em fase de contração de colaboradores.

No total de 70 mil m2, serão 33.182 de área bruta locável onde estarão mais oito megalojas, 280 lojas praça de alimentação, home center e estacionamento para mais de 2 mil veículos, com a maioria das vagas cobertas.

O investimento é de R$ 208 milhões e envolve empresários do grupo Vertico e participação do bauruense GCD Malls, representado por Ademir Lopes Correa e Divaldo e Daniel Disposti, além do grupo Marca, presidido Avelino Cortelini, que já investe na cidade.

Entre os investidores paulistas estão Walter e Paulo Torre, Márcio Costa, Dante Cobucci, Bruno Setúbal e Olavo Setúbal Júnior, presidente do banco Itaú, que também marcou presença no evento realizado espaço Estoril Garden.

Estrutura /Além de suprir uma demanda comercial latente, o Shopping Nações traz à cidade um novo eixo de comércio, impulsionando  o desenvolvimento na região da Nações Norte.

O prefeito Rodrigo Agostinho comentou que além da movimentação econômica, o novo shopping será responsável pela expansão do Centro, que em todos estes anos nunca ultrapassou o Ribeirão das Flores e com o empreendimento a região da Vila Cardia ganha um novo status.

“Os investidores compraram todos os imóveis da região da Marcondes Salgado e da Conde Matarazzo necessários não só para a construção do shopping mas para todo o projeto viário que um empreendimento desse porte necessita. Com isso teremos um alargamento das vias, uma nova rotatória e o fim dos alagamentos naqueles pontos”, enumera Rodrigo.

O prefeito ainda conta que imóveis próximos já têm suas cotações a preços de áreas nobres como a Getúlio Vargas.


Ir além /Com muitos empresários locais interessados em participar no Shopping Nações, o diretor Marcelo Sabino aponta que agora “é tempo de obra”.

“Estamos há muito tempo estudando Bauru e seu potencial, uma cidade do Interior que atende uma demanda de mais de um milhão de habitantes e não tem um shopping regional.

A prefeitura confirma o “namoro de longa data”. Foram mais de 50 reuniões até a aprovação do projeto.

Mas os empreendedores já tomaram participação nos eventos da cidade, quando apoiaram a Festa do Sanduíche e o prêmio Destaques do Ano. E também vão preservar a chaminé da velha fábrica e salvar boa parte das árvores locais.

Novo conceito é tendência mundial
Presidente da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) Nabil Sahyoun, com 35 anos de experiência no segmento, apontou em Bauru que até o fim do ano o país contará com 750 shoppings centers que atendem às necessidades globais de seus 420 milhões de  consumidores.

Nesta sexta (29), o Interior responde por 63% dos shoppings no Estado de São Paulo, que representa 23% do Brasil.

Fonte da informação: http://www.redebomdia.com.br/Noticias/Dia-a-dia/35103/Shopping+Nacoes+prepara+a+sua+chegada de 29/10/2010 04:02

Voltar








 


© Copyright 2009 TURISMO BAURU E REGIAO | Todos os direitos reservados.
Turismo Bauru © uma iniciativa REVELARE Agência de Internet para promover turismo em nossa região.